Infeção por SARS-CoV-2 e Doença Mental

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Pedro Cintra
João Facucho Oliveira
Margarida Albuquerque

Resumo

A 11 de março de 2020, a OMS declarou a pandemia por um novo coronavírus, o SARS-CoV-2. As repercussões psicopatológicas de epidemias de infeções por outros coronavírus (síndrome respiratória do Médio Oriente - SARS, Middle East respiratory syndrome - MERS) já tinham sido bem documentadas. Embora as repercussões psicopatológicas da infeção por SARS-CoV-2 tenham sido muito menos estudadas do que a doença física, em virtude da urgência de desenvolver estratégias de tratamento, é expectável um aumento de prevalência de doença mental, atendendo especialmente ao isolamento, desemprego e dificuldades financeiras, receio sobre o prognóstico da doença causado em parte por informação divulgada em meios de comunicação social e redes sociais, estigma e memórias traumáticas em doentes internados e no pós-alta. Para esclarecer qual o impacto da Pandemia por SARS-CoV-2 na população em geral, foi elaborada uma pesquisa bibliográfica em bases de dados científicas sobre a relação entre infeção por SARS-CoV-2 e manifestações psicológicas e neuropsiquiátricas. A literatura evidencia um aumento considerável na prevalência de delirium, particularmente em doentes internados em Unidades de Cuidados Intensivos; reações emocionais negativas ao internamento e aumento marcado das taxas de prevalência de depressão, ansiedade, insónia, perturbação de stress pós-traumático e perturbação obsessivo-compulsiva. Adicionalmente, os dados publicados até à data demonstram que os mecanismos fisiopatológicos associados às manifestações psiquiátricas da infeção por SARS-CoV-2 refletem uma combinação de infeção sistémica, neutropismo viral e stress. Dado o caráter geográfico e temporal generalizado da Pandemia é expectável que este aumento de prevalência seja prolongado, o que remete para um problema de saúde pública importante e para a necessidade urgente de medidas de saúde mental destinadas à profilaxia e ao tratamento de populações vulneráveis.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
1.
Cintra P, Oliveira J, Albuquerque M. Infeção por SARS-CoV-2 e Doença Mental. LSJ [Internet]. 30 de Dezembro de 2020 [citado 5 de Março de 2021];1(3). Disponível em: https://lusiadasscientificjournal.pt/index.php/lsj/article/view/35
Secção
Artigos de Revisão
Biografia Autor

Pedro Cintra, Department of Mental Health, Hospital de Cascais, Cascais, Portugal.

Pedro Cintra [pedro.claudino.cintra@hospitaldecascais.pt]
Av. Brigadeiro Victor Novais Gonçalves, 2755-009 Alcabideche